Português
Gamereactor
análises
Axiom Verge

Axiom Verge

Um jogo de 2015 baseado nos clássicos da velha guarda.

À primeira vista, Axion Verge pode parecer um jogo antigo, da era dos grandes clássicos da NES - Metroid é um dos nomes que salta de imediato à memória. Tudo, desde o grafismo ao som, lembram essa era dos 8 bit, e até a jogabilidade parece muito semelhante ao que se jogava nessa altura. Mas isto é apenas a primeira impressão.

Quando começarem a avançar pelo jogo, vão começar a ver para lá da experiência "retro" e vão começar a perceber a tremenda profundidade que este jogo tem para oferecer. A satisfação de continuar a evoluir a personagem principal, ou o triunfo que é eliminar um Boss depois de várias tentativas, é uma abordagem que se concentra no núcleo da experiência dos videojogos: o prazer de jogar - e em Axiom Verge, esse prazer é absoluto.

Vão começar o jogo a produzir uma arma, e essa arma será a vossa companheira ao logo da aventura. Vão encontrar vários acessórios que permitem melhorar a arma, ou acrescentar atributos extra, como projéteis explosivos. Os inimigos que vão encontrando têm normalmente uma fraqueza específica, que terão de descobrir e aproveitar. Outros melhoramentos aumentam os pontos de saúde, ou oferecem vantagens táticas para usarem contra os inimigos. Também vão ganhar acesso a um drone, que vos permitirá aceder a locais previamente inacessíveis.

Este mundo que vão explorar está dividido em secções, cada uma com o seu próprio boss. É um mundo expansivo, que vos irá ocupar durante algum tempo, sobretudo porque vão continuar a desbloquear novas áreas que podiam estar escondidas ou fechadas previamente. Existem alguns locais que são gerados automaticamente, e isso aplica-se ao ambiente, aos inimigos, aos segredos e à própria estrutura do jogo. Quando terminarem a aventura, também podem experimentar um modo contra-relógio, se gostarem desse tipo de abordagem.

O som de Axiom Verge é fantástico. Ao início parece mesmo um jogo da era NES, mas como acontece com outras componentes, conforme avançam pela aventura, vão descobrindo novas camadas sonoras. Quanto aos efeitos sonoros, estarão em linha com o que provavelmente esperam, ou seja, são bastante "retro".

É no departamento visual que Axiom Verge realmente brilha. Sim, tecnicamente parece-se com algo saído da NES, mas o nível de detalhe vai muito além do que era possível fazer nessa altura. A produtora também deixou alguns bugs de propósito, que lembram falhas comuns dos videojogos nessa altura, e que vão apelar aos mais nostálgicos.

Axiom VergeAxiom VergeAxiom Verge

Axiom Verge é um jogo peculiar de analisar, porque é difícil entrar em pormenores - o melhor mesmo é experienciar tudo. Não existe qualquer tipo de tutorial, e algumas funções nem sequer são mencionadas até que as descubram sem querer. O jogo não tem qualquer tipo de ajuda para levar o jogador pela mão, o que começa a ser uma tendência de alguns jogos, que tentam combater a acessibilidade exagerada de outros títulos. O grande foco de Axiom Verge está na exploração, na tentativa de encontrar soluções rápidas para os problemas que possam encontrar. Estão por vossa conta, tal como a própria personagem.

Axiom Verge é um jogo feito por um único homem, e é o resultado de um trabalho de cinco anos. Isso por si só é um feito impressionante, considerando os rios de dinheiro que se gastam nas grandes produções de hoje em dia. Mais importante que isso, é um jogo que vos irá transportar para uma era muito diferente dos videojogos, e se têm algum sentimento nostálgico por essa altura, devem experimentar Axiom Verge.

Axiom VergeAxiom VergeAxiom Verge
Axiom VergeAxiom VergeAxiom Verge
08 Gamereactor Portugal
8 / 10
+
Campanha longa. Grafismo e som nostálgicos e muito polidos. Vários segredos para descobrirem.
-
Por vezes é demasiado simplista.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados

Axiom VergeScore

Axiom Verge

ANÁLISE. Escrito por Kim Visnes

Um jogo de 2015 baseado nos clássicos da velha guarda.



A carregar o conteúdo seguinte


Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.