Português
Gamereactor
notícias
Call of Duty: Warzone 2

Bandeira do orgulho censurada para jogadores de Warzone 2 do Oriente Médio

Como foi o caso em Warzone 1.

HQ

Não muda muito de ano para ano em Call of Duty. A série de jogos, não raro acusada de mal atualizar texturas de um título para o outro, permite até adaptações mais absurdas de uma edição para a outra. Como foi o caso em Call of Duty: Warzone de 2021, os chamados "cartões telefônicos" - bandeiras individuais de jogadores - com motivos de orgulho foram censurados para jogadores no Oriente Médio. O mesmo já foi descoberto em Call of Duty: Warzone 2 e Call of Duty: Modern Warfare II deste ano.

Os cartões telefônicos com tema do orgulho são completamente apagados se você estiver jogando no Oriente Médio e, juntamente com a recente proibição de jogos como The Last of Us: Part II e The Sims 4 lá, os residentes dos países em breve não correrão o risco de serem submetidos a qualquer tipo de postura LGBTQ +. Abaixo, você pode ver a diferença entre um perfil de uma conta do Oriente Médio e um dos EUA.

Call of Duty: Warzone 2

Textos relacionados

0
Call of Duty: Warzone 2.0Score

Call of Duty: Warzone 2.0

ANÁLISE. Escrito por Ben Lyons

A fórmula de Warzone foi abalada com uma nova parcela que parece mais uma atualização glorificada do que algo verdadeiramente fresco e único.



A carregar o conteúdo seguinte