Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Gamereactor
especiais
eFootball 2022

eFootball 2022: Uma estreia desastrosa

O sucessor de PES tropeçou logo à partida, mas será que há esperança para o futuro?

HQ
HQ

Imagine que tem uma jovem estrela na sua equipa, um jogador com potencial para 'explodir' e tornar-se numa estrela. Agora imagine que se lesionou durante a pré-temporada, mas que para começar bem a época, decide arriscar e colocá-lo a jogar mesmo sem que tenha recuperado a 100%. Por fim, imagine que esse risco saiu caro, e a sua jovem estrela se lesionou com uma mais gravidade, sendo obrigado a parar durante vários meses. É uma situação inglória, que já aconteceu inúmeras vezes no mundo do futebol, e que é uma perfeita analogia para o que aconteceu com eFootball 2022.

O que a Konami libertou para o mundo, na primeira forma de eFootball 2022, não estava claramente pronto para consumo. Trata-se de uma abordagem corajosa e arriscada por parte da Konami, que mudou por completo a estrutura de jogo, o motor gráfico (passou do Fox Engine para o Unreal Engine), e a jogabilidade, mas o que recebemos está longe de ser um produto satisfatório. Houve uma clara precipitação por parte da Konami, que lançou o sucessor de Pro Evolution Soccer muito mais cedo do que devia, e por ter corrido esse risco, agora terá de trabalhar muito mais para reconquistar a comunidade de fãs de PES.

Mas porquê correr este risco? Bem, olhando para as datas é evidente que a Konami queria eFootball 2022 no mercado antes da chegada de FIFA 22, nem que fosse por um dia, que foi o que aconteceu. O problema é que eFootball 2022, nesse seu estado inicial, apresentou-se como pouco mais de uma demo, e com uma série de problemas gráficos e de jogabilidade que deixam claro que o jogo ainda não estava pronto para consumo. É o tipo de produto que talvez pudesse ter sido mais bem recebido caso tivesse sido classificado como "acesso antecipado", e sem qualquer tipo de compras ou micro-transações associadas.

eFootball 2022eFootball 2022

O mais estranho é que sabemos que já existe uma versão melhor de eFootball 2022, porque a jogámos nos escritórios da Konami para o evento de antevisão. Além de estar mais estável, essa versão até incluía algumas funções que não estão presentes na versão de lançamento. Foi realmente inesperado ter encontrado esta versão desastrosa depois do que jogámos na Konami.

Mas é o que temos, e o que temos está carregado de problemas. Talvez tenha sido a mudança para o Unreal Engine 4, e a Konami ainda esteja a tentar dominar o novo motor. Existem falhas graves - mas hilariantes - relacionadas com problemas de colisão, animações faciais, jogadores flutuantes, e membros que parecem dominados por algum demónio que os faz rodar incontrolavelmente. Ora, acontece que resolver este tipo de problemas costuma ser relativamente fácil, o que é mais um motivo que nos leva a questionar o facto da Konami ter lançado o jogo sem os ter resolvido primeiro.

Mais complicados serão os problemas relacionados com a jogabilidade.

O ritmo do jogo é demasiado baixo, o equilíbrio não é o melhor, a física do movimento é atroz, e a inteligência artificial - do jogador e adversária - é terrível. Os passes são muito lentos e por vezes nem vão na direção desejada, enquanto que as mudanças de direção são absurdas, como se os jogadores estivessem a jogar num ringue de gelo em vez de um relvado com chuteiras. Em cima disto acrescente comportamentos estranhos, como jogadores que deixam a bola, e mecânicas trapalhonas para cortar a bola, e o resultado é um jogo de futebol demasiado aleatório e frustrante.

Ou seja, não nos divertimos a jogar esta versão de eFootball 2022, que era a única coisa que esta versão de lançamento podia fazer com tão pouco conteúdo - divertir no relvado. Ora, se isso falhou, tudo o resto cai como um jogo de dominós. Mas voltamos a reforçar a ideia de que já jogámos uma versão melhor, o que torna o nosso tempo com a versão de lançamento ainda mais frustrante.

O facto deste eFootball 2022 ter sido lançado num pacote tão cru e confuso também não ajuda. Já sabemos que até ao fim do mês vai sair uma atualização dedicada à jogabilidade, e para novembro está prometida a introdução de conteúdo novo - que terá de ser pago. Aliás, até já é possível comprar um "Premium Player Pack", que custa € 39,99, e que só ficará disponível a 11 de novembro. Este pacote inclui sobretudo vantagens para o modo de construção de equipas, o que sugere que o novo modo de construção de equipas, o sucessor do MyClub, também irá chegar em novembro. Também em novembro irá chegar cross-play entre as consolas PlayStation e Xbox, mais o PC.

HQ

Claro que nada disto será relevante se a jogabilidade continuar tão desastrosa como está neste momento. Além disso, existem demasiadas dúvidas por responder, sobretudo para um jogo que já foi oficialmente lançado. É que neste momento ainda não sabemos que ligas e clubes serão licenciados, quando será lançada a Master League (ou um modo equivalente), e ainda existem outros modos que nem foram mencionados. Tudo isto tinha de estar já bem planeado e divulgado se a Konami queria realmente lançar eFootball 2022, mesmo num formato free-to-play.

Dito tudo isto, ainda não estamos prontos para desistir de eFootball 2022, porque como já referimos noutras partes deste artigo, já jogámos uma versão melhor do que aquela que está oficialmente disponível. Mas se a Konami quer dar a volta à situação, tem de mudar o seu comportamento. É imperativo que resolva os problemas gráficos e melhore a jogabilidade, e tem também de ser mais clara em termos do que será lançado e quando. Só o tempo o dirá se eFootball 2022 conseguirá atingir o seu potencial, ou se os danos causados pela Konami o condenaram a uma morte prematura.

HQ
eFootball 2022eFootball 2022
eFootball 2022eFootball 2022eFootball 2022

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte