LIVE
logo hd live | Ubisoft Forward
See in hd icon
Português
Gamereactor
especiais
Ni no Kuni II: Revenant Kingdom

Guia Ni no Kuni II: Revenant Kingdom

Descubram como aproveitar ao máximo esta aventura de conto de fadas.

Ni no Kuni II: Revenant Kingdom chegou finalmente e permite-nos entrar na pele de Evan Pettiwhisker Tildrum, que terá de estabelecer o seu reino pacífico e livre de conflitos, mas isso não será tarefa fácil (embora seja muito agradável, como podem ver na nossa análise). Foi por isso que preparámos um guia útil para vos ajudar a tirarem todo o partido da vossa aventura épica, seja através da gestão do vosso domínio ou nos combates contra os monstros que se colocarão no vosso caminho.

Invistam no vosso reino

A primeira dica é a mais importante, já que a mecânica de construção do reino em Ni no Kuni é essencial para o sucesso a longo prazo. Afinal de contas, é o vosso reino que vos permite melhorar todos os elementos do jogo, desde os combates às escaramuças e até a culinária, por isso não o poderão evitar facilmente (nem deverão fazê-lo).

A primeira coisa que devem saber é que, conforme o tempo passa, os vossos cofres e armazéns serão abastecidos, e isto significa que ganharão Kingsguilders (a unidade monetária que podem gastar no vosso reino) e itens automaticamente enquanto andam à aventura. Podem melhorar a capacidade dos cofres e dos armazéns mais tarde, mas é importante realçar que devem visitá-los para os esvaziar com frequência, caso contrário estarão a perder dinheiro e progresso.

Depois, temos os três pilares do vosso reino: os cidadãos, as instalações e a pesquisa. Os cidadãos são o mais importante de tudo, já que através do progresso na história e nas missões secundárias recrutarão mais pessoas para o vosso reino, cada uma delas com uma área de especialidade própria. As instalações, por outro lado, devem ser construídas em terrenos vazios a troco de Kingsguilders antes de lhes atribuírem cidadãos com as competências certas.

Depois de tudo isto, podem finalmente efetuar pesquisa em cada uma das instalações, e é aqui que as coisas se tornam mesmo interessantes, já que podem investigar imensas coisas que vos serão úteis no decorrer do jogo, sejam feitiços, desenvolvimento de armas, Higgledies e muito mais. Conforme avançam em cada uma destas áreas, a vossa influência aumentará, o que permite expandirem-se para criarem mais instalações, efetuarem novas pesquisas e tornar o vosso reino mais forte. Na verdade, acaba por ser um ciclo vicioso.

O essencial é investirem o vosso tempo, recursos e Kingsguilders de forma sábia e escolherem as pesquisas que vos parecem mais acertadas para o vosso estilo de jogo. A influência é sempre ótima, mas talvez seja mais compensador a curto prazo investirem em pesquisas viradas para o combate, de modo a ganharem vantagem sobre os monstros que encontrarão pelo mundo. Também necessitarão de manter os vossos cidadãos debaixo de olho, já que eles também subirão de nível ao ganharem XP, o que aumenta o seu IQ e lhes permite efetuarem pesquisas mais avançadas. Revisitem o vosso reino com frequência, mantenham-se atentos ao seu desenvolvimento e certifiquem-se que esvaziam os vossos cofres com regularidade... ah, e não se esqueçam de ir recrutando mais cidadãos.

Ni no Kuni II: Revenant Kingdom

Olhem para o Tactic Tweaker

Nas primeiras horas do jogo serão apresentados ao Tactic Tweaker, ao qual podem aceder através de um menu do jogo. Aqui, como podem ver em baixo, serão recebidos por um número intimidante de barras ajustáveis e símbolos, mas não se preocupem: não é tão complicado como parece.

Na secção do canto superior esquerdo podem escolher quais os tipos de inimigos que pretendem derrotar de forma mais eficaz às custas de outros. Por exemplo, mover a barra na direção dos répteis tornar-vos-á mais eficazes contra inimigos deste género, mas menos eficazes contra inimigos naturais, que estão no extremo oposto da barra. No canto superior direito podem definir a vossa resistência a certo tipo de danos, e funciona da mesma forma: devem dar prioridade a um elemento em cada par.

Por baixo disso encontram aquele quadrado engraçado na área central, ao fundo, e aqui podem dar prioridade aos vossos ganhos em batalha, seja XP, dinheiro, materiais raros ou espólios. Por fim, temos a secção no canto inferior direito, que apresenta as Arts of War. Aqui podem investir em determinados bónus de combate, seja a redução de dano ao bloquearem, aumentar a duração de tempo de invencibilidade ao esquivarem-se (esta é uma boa opção e já voltaremos a falar dela) ou até diminuir o tempo que demoram a escapar das batalhas.

Tudo isto é válido, mas precisarão de ganhar Battle Points conforme avançam no jogo para depois investirem em cada uma destas quatro secções e para poderem personalizar cada vez mais as barras. Por exemplo, nós investimos todos os nossos Battle Points na secção Arts of War para podermos aumentar drasticamente a capacidade de esquiva e os ataques corpo a corpo fortes, mas poderíamos antes ter apostado em tornar as nossas personagens mais fortes contra diferentes tipos de monstros.

E o melhor de tudo é que podem mudar isto quando quiserem, por isso caso se encontrem numa zona habitada por inimigos répteis especialmente ferozes, podem entrar rapidamente no Tactic Tweaker para aumentarem a vossa eficácia face a estes adversários ou abrir as Arts of War para melhorarem a capacidade de bloqueio. Vale a pena revisitar o Tactic Tweaker para se certificarem que estão sempre preparados para cada situação e investir os Battle Points que ganharem.

Ni no Kuni II: Revenant Kingdom

Cumpram as missões secundárias

As missões secundárias são um elemento essencial em todos os RPG e fornecem-vos pontos de experiência e espólios extra para as vossas aventuras, e Ni no Kuni II não foge à regra. Neste jogo, todas as missões secundárias estão marcadas com um ponto de exclamação no minimapa, e assim é muito fácil encontrarem todos os NPC com quem precisam de falar nos vários locais que visitam e adicionar todas as suas missões secundárias à vossa lista antes de decidirem qual a que devem dedicar-se primeiro.

As Swift Solutions também encaixam dentro das missões secundárias, porque se visitarem esta personagem em cada cidade, ela dar-vos-á pequenas tarefas como "derrotar X inimigos" ou "recolher Y recursos", e depois de as completarem podem trocá-las por Tokens of Gratitude. Por sua vez, estes podem ser trocados por itens ou para recrutar cidadãos por uma pequena soma, algo que já referimos ser especialmente útil para povoarem o vosso reino.

Não são apenas as Swift Solutions que vos ajudam a recrutar novos cidadãos; muitas das outras missões secundárias também o farão, algo que é importante para avançarem na vossa pesquisa, mas também porque necessitam de ter um certo número de habitantes no reino sempre que querem aumentar o seu nível. Como tal, é prioritário povoarem o vosso reino com o maior número possível de habitantes, e as missões secundárias são a melhor forma de o fazer, permitindo que se divirtam e fiquem a conhecer os NPCs ao mesmo tempo, para além de ganharem XP extra e espólios preciosos.

Ni no Kuni II: Revenant Kingdom

Verifiquem sempre o vosso equipamento e o vosso grupo

Para tirarem o máximo partido do combate vão precisar de juntar uma equipa forte, e para isso terão de fazer escolhas difíceis. Ao longo das suas aventuras, Evan vai conhecer novas personagens que se juntarão à equipa, e sempre que recrutarem alguém precisarão de pensar bem se o/a devem integrar no grupo de três elementos. Apenas poderão ter dois aliados controlados pela IA a ajudarem-vos em batalha, por isso é essencial que estejam satisfeitos com as suas habilidades e ataques, caso contrário terão problemas quando enfrentarem os inimigos mais fortes.

O equipamento também é vital para alcançarem uma eficiência máxima. Quer se encontrem a visitar uma loja ou a derrotar inimigos, irão sempre encontrar novos itens, por isso devem certificar-se que os elementos da vossa equipa estão equipados com as melhores armas e armaduras possíveis. Mas não olhem apenas para as estatísticas; existem outros efeitos disponíveis como aumento de danos com determinados ataques ou resistência a certos efeitos. Não limitem esta gestão à vossa personagem e façam-na também pelos outros dois companheiros de armas, caso contrário eles não serão de grande ajuda.

Ni no Kuni II: Revenant KingdomNi no Kuni II: Revenant Kingdom

"Grind", "grind" e mais "grind"

O termo "grind" ganhou conotações negativas e tornou-se sinónimo de uma jogabilidade repetitiva e aborrecida, mas aqui é algo de positivo no sentido em que não é sempre necessário, mas aconselhamos a que o façam de vez em quando pelas recompensas que proporciona. Explorar o mundo e derrotar os monstros mais fortes será benéfico não só em termos do XP ganho, mas também pelo novo equipamento e pelos materiais que recebem, por isso é sempre aconselhável que não apressem as vossas explorações para participarem no máximo de combates possível.

Para além disso, são muitas vezes recompensados quando enveredam por caminhos secundários, já que as áreas extra contêm novos espólios e monstros mais poderosos, que por sua vez proporcionam melhores recompensas. Explorem bem o mapa: vale bem a pena descobrir o mundo fantástico criado pela Level-5 e ainda serão recompensados por isso com itens e XP que se mostrarão bem úteis mais tarde.

Ni no Kuni II: Revenant Kingdom

Esquivar e rebolar

Na nossa análise ao jogo mencionámos que Ni no Kuni II nos fazia lembrar um pouco Bloodborne no sentido em que é essencial esquivarem-se durante as batalhas. Como a vossa barra de energia se enche quando atingem os inimigos com ataques corpo a corpo, muitas vezes terão de se aproximar dos inimigos, mas depois de desferirem os vossos golpes precisarão de usar manobras de fuga para se manterem seguros (daí recomendarmos em cima que melhorem a manobra de esquiva). Como tal, não se esqueçam de "martelar" o botão de esquiva sempre que um inimigo concentrar a atenção na vossa personagem.

Mas assim que acumularem magia suficiente, vale a pena afastarem-se para um local seguro enquanto preparam ataques mais devastadores com as vossas habilidades do R2. Os ataques de longo alcance também entram na equação, mas diríamos que alternar entre os ataques corpo a corpo e as habilidades especiais é a melhor combinação, especialmente se tiverem ataques de área capazes de eliminar grupos numerosos. E não façam como no Dark Souls e confiem no bloqueio; é sempre mais eficaz esquivarem-se.

Ni no Kuni II: Revenant Kingdom

Construam um exército forte

As escaramuças fazem parte do Ni no Kuni II, mas talvez sejam a sua componente mais opcional. Isso não significa que não valha a pena participarem nelas, já que oferecem os mesmos benefícios das missões secundárias, embora não possam simplesmente entrar em batalha com um grupo aleatório de aventureiros. Vão precisar de um bom exército para lidar com todo o tipo de ameaças e temos algumas dicas para vos ajudar.

Em termos de unidades, precisarão de aprender o efeito pedra-papel-tesoura no canto superior direito do ecrã quando estão em batalha. Basicamente, existem unidades corpo a corpo vermelhas, azuis e verdes, e todas elas são eficazes contra um tipo de unidade, mas fracas contra o outro. Podem jogar e repetir as escaramuças para verem quais são as unidades mais prevalentes e assim entrarem em batalha preparados na próxima tentativa (se encontrarem maioritariamente unidades verdes, podem recomeçar a escaramuça com unidades eficazes contra esse tipo).

Também aconselhamos que coloquem duas unidades de ataque de longo alcance na retaguarda do vosso exército, avançando assim como um quadrado, com duas unidades de ataque corpo a corpo à frente e duas de ataque de longo alcance atrás. Assim podem proteger as unidades de longo alcance e providenciar dois pontos de ataque para as unidades corpo a corpo com uma frente larga, reduzindo o risco de serem cercados.

Não se esqueçam que os ataques especiais (mais uma vez com o R2) podem ser muito eficazes, por isso olhem bem para cada unidade e a capacidade que colocam em jogo como parte do vosso exército. Cada habilidade também tem um determinado custo de Might - a unidade monetária usada para chamar reforços e ativar habilidades - por isso não incluam muitas unidades caras na vossa força militar.

Ni no Kuni II: Revenant Kingdom

Os Higgledies são mais complicados do que parecem

Os Higgledies são uma parte muito importante do Ni no Kuni II. Tratam-se de pequenas criaturas coloridas que - através de um círculo no solo que podem ativar nas batalhas - permitem usar as suas capacidades especiais. Isso é ótimo, especialmente se tiverem um conjunto de quatro com capacidades especialmente úteis, sejam elas de suporte ou ofensivas, mas vale a pena recordar que estes Higgledies têm todos personalidades.

Sim, tal como as pessoas, nem todos os Higgledies são iguais, e na verdade, vão descobrir que muitos deles são tímidos, o que significa que não os poderão usar muitas vezes em batalha em contraste com outros mais confiantes. Por isso, prestem atenção a este pormenor sempre que introduzirem novos Higgledies no vosso grupo. Poderão encontrar um conjunto de Higgledies que à partida parecerá bom, mas que poderá acabar por afastar os restantes.

Ni no Kuni II: Revenant Kingdom

Têm dicas a acrescentar? Em caso afirmativo, basta colocá-las nos comentários em baixo, sejam elas sobre como aproveitar ao máximo as escaramuças ou simplesmente como se tornar o guerreiro mais forte deste reino.

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte


Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.