LIVE
logo hd live | Gearbox
See in hd icon
Português
Gamereactor
especiais
Tales from the Borderlands

Tales from the Borderlands - Episódio 2 Análise

Depois de três longos meses, regressamos a Pandora para continuar a aventura da Telltale Games com Atlas Mugged.

Como parte de uma nova política de análises que estamos ainda a implementar, os capítulos individuais de jogos com formato episódico vão passar a ser 'analisados' sem uma nota no fim. Acreditamos que a nota só deve ser atribuída ao conjunto total e não a uma parte singular.

Podem ler a análise ao primeiro episódio aqui

-------------------------------------------------------------

Tivemos de esperar mais de três meses para continuarmos a aventura da Telltale Games (The Walking Dead, The Wolf Among Us) pelo mundo da Gearbox, com Tales from the Borderlands. Foi uma espera angustiante, sobretudo porque o primeiro episódio deixou uma excelente impressão. Mas isto já faz parte do passado e agora o que importa é perceber se este segundo episódio cumpre com o potencial prometido no capítulo inaugural.

Um dos pontos fortes de Tales from the Borderlands é a estrutura narrativa, em que a história se desenrola através da perspetiva de duas personagens, Rhys e Fiona. O que torna a situação interessante, é que ambos estão a contar a mesma história a um captor desconhecido, e as suas versões não condizem uma com a outra. É uma estrutura interessante, mesmo que neste segundo capítulo não seja utilizada com tanta mestria como no primeiro.

O ritmo do episódio segue a bom ritmo, graças à divisão da aventura em duas metades, uma em que controlam Rhys acompanhado de Vaughn, e outra em que controlam Fiona acompanha de Sasha. Os dois grupos acabam por encontrar problemas uns atrás dos outros, seja devido às ações de Vasquez e Handsome Jack no caso de Rhys ou de caçadores de recompensas com Fiona.

Armas serão apontadas em todas as direções e o argumento conhece ainda mais reviravoltas, até que ao fim da aventura, vão presenciar nova interrupção brusca, como no primeiro capítulo, deixando tudo em suspenso para o terceiro episódio. Tudo bem por nós, desde que não nos obriguem a esperar mais três meses.

Como talvez se possam lembrar do primeiro episódio, Rhys recebeu uma atualização massiva de informação para o seu cérebro, algo que veio acompanhado de um visitante secreto na forma de Handsome Jack, que surge para Rhys num formato que só ele ouve e vê. É um sistema que acrescenta uma nova camada cómica e que cria ainda mais conflitos na vida de Rhys. Naturalmente, Handsome Jack rouba os holofotes e torna-se no centro deste episódio.

Não existe tanta exploração ou conteúdo extra em Tales from the Borderlands como podemos encontrar noutros jogos do género, mas também não nos incomoda. Existe pelo menos a habilidade do olho cibernético de Rhys que lhe permite observar o cenário à procura de informações adicionais. Terão de tomar algumas decisões ao longo da história, e normalmente sempre acompanhadas de pressão, mas também existem espólios que podem recolher, que servem, por exemplo, para melhorar o veículo de Fiona.

Existem várias personagens em Tales from the Borderlands, e o tamanho do elenco cresceu consideravelmente neste segundo episódio. Vão lidar com os caçadores que perseguem Fiona e Sasha, o mecânico Scooter, o inevitável Handsome Jack, e ainda Felix, que suspeitamos estar ligado a Fiona e Sasha. Não sabemos exatamente de que forma, mas existe claramente uma ligação. É um elenco fantástico, mesmo que algumas personagens sejam menos exploradas que outras, já que têm papéis menores.

Tudo somado, este segundo episódio acaba por não ter um impacto tão grande como o primeiro, embora o arranque de Tales from the Borderlands seja realmente impressionante, pelo que não é de estranhar uma quebra no segundo capítulo. De qualquer forma, a Telltale volta a mostrar que trata argumentos como poucas produtoras da indústria, e a forma como acaba este segundo capítulo, deixa-nos em grande antecipação para o que vem a seguir.

Tales from the BorderlandsTales from the BorderlandsTales from the Borderlands
Tales from the BorderlandsTales from the BorderlandsTales from the Borderlands

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte


Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.